12/03/2019 - 12:53

Zelador é suspeito de participar do estupro de criança em colégio e delegado não descarta novas vítimas



Um zelador é suspeito de ter participado do estupro de uma criança de 8 anos ocorrido no colégio GEO Tambaú. De acordo com a delegada Joana D’Arc Sampaio, da Polícia Civil, o auxiliar de serviços, além de ter participado do estupro, impedia que outros alunos entrassem no banheiro, onde os estupros aconteciam, impedindo que os suspeitos fossem flagrados.
Segundo informações da delegada à imprensa, o zelador molhava o piso do banheiro e dizia que o local estava interditado para limpeza, enquanto a criança era estuprada no interior do local.
O delegado Gustavo Carlito, da Delegacia do Menor Infrator, disse hoje que a Polícia não descarta a existências de outras vítimas. “A princípio temos uma única vítima, mas a a gente não descarta”, declarou em entrevista à rádio Arapuan.
Ele informou que existem outras investigações paralelas ocorrendo.
O delegado orientou pais de crianças e adolescentes ficarem atentos ao comportamento dos filhos, como forma de tentar prevenir crimes dessa natureza.
Em nota publicada em uma rede social, o Colégio Geo afirmou que “a partir do momento que tomou conhecimento da notícia, o Colégio GEO tem buscado junto ao poder público a apuração dos fatos. Em respeito à privacidade dos menores envolvidos, o procedimento tramita em segredo de justiça e no âmbito do Poder Judiciário. O colégio está empenhado no esclarecimento integral da verdade”.