11/03/2020 - 15:36

Vereador volta a criticar Gestão Municipal



O vereador Leo Bezerra (PSB) voltou a criticar a Gestão Municipal durante pronunciamento na sessão desta quarta-feira (11), da Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP). O parlamentar abordou morosidade em obra, reforma administrativa do secretariado municipal e problemas na área da saúde do Município.
 
Para Leo Bezerra, a Gestão Municipal demorou muito para tomar providências relacionadas à Barreira do Cabo Branco. “Foi depois de oito anos que iniciou-se a drenagem da barreira, que agora está segunda etapa, e o prefeito ainda quer aplausos? Vamos aplaudir atraso, uma obra tartaruga? Ninguém aguenta mais debater esse modelo de gestão”, criticou.
 
O vereador solicitou ao prefeito da Capital, Luciano Cartaxo (PV), que realize uma reforma administrativa com o secretariado da Gestão Municipal. “Gostaria de pedir ao prefeito que adiantasse a reforma administrativa, pois segundo informações, 11 secretários ou adjuntos vão ser candidatos a vereador. E eles não respondem os questionamentos, indagações e cobranças dos vereadores e da população de João Pessoa”, enfatizou.
 
Leo Bezerra ainda afirmou que pacientes passam por dificuldades no Complexo Hospitalar de Mangabeira, o Trauminha. “As pessoas ficam nos corredores do Trauminha, sem lençol de cama. O lanche é servido no chão por falta de apoio. A culpa não é do diretor do hospital, é do secretário. Na Secretaria de Saúde, não existem recursos diretos para os diretores, tudo tem que passar pelo secretário, até uma simples troca de lâmpada. Não é culpa de nenhum profissional que trabalha lá. A culpa é do prefeito, que deveria visitar hospitais, Upas e Usfs para ver as dificuldades dos profissionais”, afirmou.
 
O vereador Humberto Pontes (Avante) e o líder da bancada de situação na Casa, Milanez Neto (PTB) rebateram o parlamentar. “Problemas existem. Temos uma grande estrutura de saúde e não é o governo de Cartaxo que vai solucionar todos os problemas. Mas ele entregou a USF do bairro dos Novais. Foram 43 unidades ampliadas, construídas ou reformadas para as comunidades”, lembrou Humberto Pontes. Milanez Neto comunicou que o Trauminha vai receber o investimento R$ 3 milhões, oriundo de emendas parlamentares federais.