30/04/2019 - 12:17

Servidora da Procuradoria-Geral do Estado é presa na quarta fase da Operação Calvário



Uma servidora, lotada na Procurador-Geral da Paraíba foi presa na manhã desta terça-feira (30). Maria Laura Caldas de Almeida Carneiro foi presa durante a quarta fase da Operação Calvário, deflagrada hoje pelo Grupo de Atuação contra Crime Organizado (Gaeco), do Ministério Público da Paraíba (MPPB), com o apoio da Polícia Rodoviária Federal.
Maria Laura havia sido alvo de ordens judiciais na ocasião da deflagração da 3ª fase da operação, mesma fase em que foi presa a ex-secretária Livânia Farias, solta recentemente.
Além do mandado de prisão de Maria Laura, nesta nova fase, foram cumpridos 18 (dezoito) mandados de busca e apreensão, deferidos pelo Desembargador Ricardo Vital.
A sede da Procuradoria Geral do Estado, a residência de Gilberto carneiro e a Secretaria de Planejamento, no Centro Administrativo do Estado, estão entre os alvos da quarta fase da Operação Calvário, deflagrada hoje, segundo informações da Polícia Rodoviária Federal (PRF), que prestou apoio a operação de combate à corrupção do Gaeco/Ministério Público do Estado da Paraíba (MPPB).
Gilberto Carneiro foi exonerado do cargo que ocupava no governo nesta terça-feira (30), conforme portaria assinada pelo governador João Azevêdo e publicada no Diário Oficial do Estado na edição de hoje. Também foi exonerado, da Secretaria de Planejamento, Waldson Souza.
A saída de Gilberto e Waldson é compreendida como resultado das investigações da Operação Calvário, que apura irregularidades na relação entre o Governo do Estado e a Cruz Vermelha, gestora do Hospital de Emergência e Trauma de João Pessoa.
A Operação Calvário, no Estado da Paraíba, investiga núcleos de uma organização criminosa comandada por Daniel Gomes da Silva, que é responsável por desvio de recursos públicos, corrupção, lavagem de dinheiro e peculato, através de contratos firmados junto a unidades de saúde do Estado, com valores chegando a R$ 1,1 bilhão, possuindo atuação em outras unidades da federação, e exemplo do Rio de Janeiro.
Os bairros da capital onde estão foram cumpridos mandados foram Portal do Sol, José Américo, Água Fria, Manaíra, Aeroclube, Distrito Industrial, Mangabeira, Cuiá, Costa e Silva e Jaguaribe.
Segundo a assessoria de imprensa da PRF, a ação de hoje é o quarto desdobramento da Operação Calvário, batizada de Operação Esperança. Ainda segundo a PRF, a operação contou com 53 PRFs de 3 estados (PB,RN e PE) e os alvos são todos em João Pessoa, Pitimbu e Santa Terezinha (Sertão).