25/06/2019 - 08:02

São João de Conde tem show de Amazan nesta segunda-feira



Encerrando os festejos juninos no Centro de Conde, nesta segunda-feira (24), dia de São João, no Pavilhão montado na praça Pedro Alves, acontecem apresentações de quadrilhas, Feira de Artesanato e Gastronomia e shows Musicais. Se apresentam nesta segunda o cantor Ton Canhoto e a banda Pau pra Dar em Doido, o Cantor Amazan e a banda paraibana, Os Fulano. Os shows são gratuitos e começam às 20h30,
Em 2019, o evento festeja o centenário de Jackson do Pandeiro, homenageando desta forma o paraibano considerado um dos maiores ritmistas da história da MPB e que foi responsável, ao lado de Luiz Gonzaga, pela popularização nacional de canções nordestinas.
O show de Amazan é um dos mais esperados pela população que acompanha a carreira do cantor paraibano, dono de várias sucessos como “É Hoje que eu só Chego Amanhã”, “Sanfoneiro Nordestino”, “Meu Esporte é Vaquejada”, entre outros sucessos conhecidos nacionalmente.
A previsão de início do show de Amazan é às 22h.
 
 Perfil de Amazan
Amazan nasceu em Campina Grande e foi criado em Jardim do Seridó, interior do Rio Grande do Norte, onde desde criança já apreciava a poesia e a boa música nordestina, começando a tocar com uma velha sanfona emprestada. O cantor já percorreu todo o Brasil e exterior cantando o ritmo mais nordestino de todos: o forró.
As suas composições atestam a maturidade e a autenticidade de quem cresceu em contato com a típica condição nordestina, ouvindo cantigas que carregavam em suas letras a realidade do sertão e o retrato genuíno da saga de pessoas que conhecia e eram personagens dessas histórias.
Amazan é amante do forró, enriquecido pelas raízes culturais que lhe deram suporte para buscar estabilidade e autenticidade, mas também pela responsabilidade de levar ao seu público uma cultura enraizada nos pilares nordestinos, com amor e respeito ao gênero musical sem recorrer a apelos agressivos. E nesse caminho, canta e conta as paixões, o pensamento e a cultura de um povo, sendo a música e a poesia um veículo mágico para transformar dificuldades e tristezas, e exaltar a alegria do canto e da dança.