14/11/2019 - 07:10

Respeito às divergências e direito de defesa são destaques em pronunciamento na CMJP



Da tribuna da Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP), na sessão ordinária desta quarta-feira (13), o vereador Sérgio da SAC (Solidariedade) abordou o respeito às ideologias pessoais e o direito de defesa até as últimas instâncias da Justiça brasileira.
 
“O que respinga em Brasília atinge todo Brasil. O vereador Marcos Henriques (PT) trouxe um tema muito importante para o país, e temos que respeitar. Não cabe aos colegas dizerem que tem que se tratar de assuntos só de nossa cidade. O que ferve em Brasília, vai ferver em todo país e atinge nossa cidade. Todos temos nossas ideologias políticas e religiosas, que precisam ser respeitadas”, destacou o Sérgio da SAC, ao defender a liberdade do parlamentar comentar o tema que julgar relevante para sociedade. Para ele, todos os movimentos sociais e todas as religiões merecem respeito e espaço para serem discutidos.
 
Sérgio da SAC também defendeu o direito de defesa do cidadão até as últimas instâncias da Justiça. “Quando a pessoa é inocentada, joga-se perfumes e flores. Mas, no momento da acusação, todos se afastam, o cidadão fica condenado como um cão danado. Torna-se ladrão e, ao ser inocentado, vira Jesus. Fica como se estivesse com câncer e ninguém olha para ele. Hoje, Cícero Lucena está inocentado, e todos estão jogando flores. Mas, na acusação, quem estava com ele?”, questionou o vereador. “Todos somos contra a corrupção, mas é necessário que os acusados tenham o direito de serem julgados até as últimas instâncias da nossa Justiça”, asseverou.
 
Em aparte, a vereadora Sandra Marrocos (PSB) e o vereador Milanez Neto (PTB) exaltaram os posicionamentos políticos de Sérgio da SAC e suas ações em prol da cidade.