12/10/2019 - 15:23

Próximo mês João Pessoa e Campina Grande recebem recursos para comprar CastraMóveis



O presidente da Frente de Defesa e Proteção Animal na Assembleia Legislativa da Paraíba, o deputado estadual Tovar Correia Lima (PSDB), se reuniu com o parlamentar federal Pedro Cunha Lima (PSDB), em Brasília, para tratar sobre a liberação de emendas para compra de dois CastraMóveis para os Centros de Zoonoses de João Pessoa e de Campina Grande. O dinheiro será liberado em novembro.
Pedro destinou R$ 600 mil, por meio de emenda individual impositiva, para a compra dos equipamentos que são designados ao controle da população animal. “Aqui na Paraíba não temos uma política de proteção e controle populacional de animais e isso acarreta uma série de problemas como abandono, crueldade com os bichos que vivem nas ruas sem alimentação e também proliferação de doenças”, destacou o deputado estadual.
Tovar destaca que dois CastraMóveis não serão suficientes para resolver o grave problemas do controle populacional de cães e gatos, mas já é um começo e promoverá a transformação da realidade de muitas localidades.
Para Pedro, a questão é um problema de saúde pública, além de também envolver questões ligadas à segurança no trânsito, sem contar o sofrimento que vivem esses animais em situação de abandono. O parlamentar revelou que visitou os Centros de Zoonoses em Campina Grande e em João Pessoa, conversou com os gestores dos órgãos e também com vários protetores que se dedicam a causa.
O deputado federal ressaltou ainda que serão destinados R$ 300 mil para cada Centro. O valor é o que recomenda o Conselho Federal de Medicina Veterinária para o equipamento. “Sei que essa iniciativa está longe de resolver o problema, mas é um passo para aumentar um cuidado importante para toda sociedade. Os animais abandonados sofrem imensamente e ficam dependendo dos voluntários. Conheci vários protetores que, apesar de todo desprestígio do poder público, se dedicam muito para amenizar esse espaço ainda de atraso na nossa sociedade”, reconheceu.