23/02/2019 - 17:02

Primeira-dama participa da entrega de 92 cartões alimentação para pessoas com HIV



A primeira-dama Ana Maria Sales Lins participou, nesta sexta-feira (22), no Hospital Padre Zé, em João Pessoa, da entrega de 92 cartões alimentação para pessoas soropositivas que são assistidas pela Casa de Convivência João Paulo II, localizada nas dependências do referido hospital. O cartão alimentação é um programa de transferência de renda criado para atender às famílias em situação de vulnerabilidade social. Ele é recarregado mensalmente com um crédito de R$ 25 para ser utilizado na compra de gêneros alimentícios nos estabelecimentos credenciados nas comunidades. A utilização é realizada por meio de senha pessoal e intransferível a partir da apresentação de documento oficial com foto do beneficiário ou responsável.
Na ocasião, a primeira-dama conheceu as dependências do Hospital Padre Zé e a Casa de Convivência João Paulo II e entregou o cartão alimentação ao primeiro beneficiário contemplado em 2019. Para Ana Maria, o cartão alimentação trouxe um auxílio na renda e mais dignidade aos beneficiários que têm autonomia de escolha na compra e horário adequado à rotina diária de cada um. "São pessoas em situação de vulnerabilidade social que necessitam de todo apoio. Esse cartão vale muito para estas 92 famílias que poderão complementar sua alimentação. O cartão alimentação é muito importante para quem mais precisa. Nos comprometemos em apoiar esse programa para que ele melhore cada vez mais", afirmou a primeira-dama.
 
A técnica de referência do Programa Cartão Alimentação, Maria de Fátima Evangelista, comentou que o programa atende cerca de 40 mil famílias, em 88 municípios paraibanos. "Onde passamos as pessoas agradecem por este benefício, porque muitas vezes elas precisavam de R$ 2 para comprar um alimento e não tinham. O cartão alimentação vem sendo muito bem aceito e a expectativa é que o programa seja ampliado este ano", afirmou.
 
A Casa de Convivência João Paulo II recebe cerca de 200 pessoas que convivem com o HIV/AIDS oferecendo estadia, alimentação, atendimento psicológico e jurídico. Segundo a coordenadora da Casa, Goreth Rolim, o local atende pessoas de baixa renda e moradores de rua da grande João Pessoa e ainda acolhe usuários de outras cidades que vêm fazer exames e tratamento na capital. "Essa Casa tem contribuído muito com a melhoria da qualidade de vida das pessoas que vivem com HIV e esse cartão vai ser de grande relevância para essa população, porque ele é exclusivo para alimentos, então a pessoa pode comprar o pão de cada dia, o arroz, o feijão, enfim, itens que para quem tem pouco, muitas vezes falta", falou.
 
"Aqui é um espaço que oferece o acolhimento necessário para pessoas soropositivas, é um local de convivência onde os usuários podem trocar experiências e aprender com a realidade de outras pessoas que vivem com HIV. Há cerca de seis anos a Casa funciona aqui no Padre Zé, sendo administrada pela Arquidiocese da Paraíba. Esse cartão alimentação será mais uma ajuda para estas pessoas que tanto necessitam de apoio", observou o diretor do Hospital Padre Zé, padre Egídio de Carvalho.
 
Entre as beneficiadas com o cartão alimentação está uma dona de casa de Araruna que há 13 anos vive com HIV. "Agradeço a Deus por ter essa casa de acolhimento que me ajuda na luta diária. Moro longe e por isso necessito de apoio para vir me tratar aqui em João Pessoa. E hoje fico feliz por estar recebendo pela primeira vez este cartão que vai ser uma ajuda boa para comprar alimentos", disse.
 
A mesma situação é compartilhada por um morador de João Pessoa que tem 61 anos. "Há 10 anos convivo com o HIV e sou assistido por esta casa de convivência. Aqui encontrei o apoio que precisava. Quanto ao cartão alimentação, será muito bem-vindo, porque parece pouco, mas é muito na hora que não temos nada. Fico agradecido", falou.
Secom PB