15/11/2018 - 18:30

Presidente da comissão que pode cassar direitos de Leto vê desinteresse em opositores



O presidente da comissão processante de impeachment da Câmara de Cabedelo, Evilásio Cavalcanti, questiona o que considera como desinteresse atual dos opositores de Leto Viana em concluir o processo que está nas mãos da comissão. Ele falou em entrevista ao ParlamentoPB nesta quinta-feira (15) que os opositores nunca se interessaram em cassar o ex-prefeito, e sim, “fazer mídia sobre uma tragédia administrativa”.
“Agora não vejo mais nenhum da oposição preocupado com a suspensão dos direitos políticos de Leto, porque será? Porque o autor da denúncia não se manifestou mais? Porque o próprio vereador que diz que foi responsável pelas prisões da Xeque-Mate não está mais interessado no final desta história? O que acho é que eles nunca se interessaram em cassar Leto, e sim, fazer mídia em cima destra tragédia administrativa. Ou seja, interesses próprios, como sempre, e não preocupados com a população”, disse Evilásio Cavalcanti ao ParlamentoPB.
Perguntado se ele vê que os opositores tiveram a intenção de abrir caminho para novas eleições apenas por interesses pessoais, Evilásio apenas respondeu: “Espero que respeitem o trabalho da comissão.”
Leto Viana, vereadores e servidores de Cabedelo são alvos da Operação Xeque-Mate, da Polícia Federal, que investiga um grande esquema de corrupção no município. O então prefeito foi preso em abril deste ano e renunciou ao cargo no dia 16 de outubro, dois dias antes da conclusão do trabalho da comissão que poderia cassar seu mandato. O presidente da comissão entendeu isso como manobra.

Como o vice-prefeito, também investigado, morreu no dia 15 de julho, houve vacância e o TRE-PB está organizando Eleições Suplementares para Cabedelo escolher novos prefeito e vice. O TSE suspendeu a Resolução que continha os prazos e determinava o pleito para 9 de dezembro. O questionamento feito pelo PT municipal enviado ao TSE é de que a Resolução do tribunal estadual não obedecia aos prazos corretamente, sendo muito curtos.
Amanhã (16), o TRE-PB pode definir nova data para as Eleições de Cabedelo. A comissão julgaria Leto Viana nessa quarta-feira (14), mas a defesa não foi notificada e o julgamento foi adiado para o dia 23 deste mês.

ParlamentoPB