20/07/2019 - 09:47

Prefeito assina Ordem de Serviço para construção de Unidade Pesqueira no Renascer



Iniciativa vai beneficiar comunidade marisqueira de Cabedelo e pescadores artesanais de municípios vizinhos



O prefeito Vitor Hugo assinou, nesta sexta-feira (19), a Ordem de Serviço (OS) para a implantação da Unidade de Recepção e Distribuição de Produtos do Pescado (URDP), que beneficiará a população de marisqueiros e pescadores de Cabedelo e municípios circunvizinhos. Quem ficará responsável pela intervenção é a Empresa Caramuru Construtora e Imobiliária LTDA, que terá 180 dias para executar o serviço.
A URDP ficará localizada no bairro do Renascer III e terá um investimento de R$ 459.997,00, fruto de verba federal do Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento e da Caixa Econômica Federal.
“Esse projeto é um marco na história de Cabedelo, que beneficiará não apenas a comunidade marisqueira, que já espera há tanto tempo por essa iniciativa, mas também atrairá o crescimento econômico e maior visibilidade para a nossa cidade. Ela representa um avanço, uma resposta a uma espera de mais de 20 anos e que, por duas vezes, perdemos a oportunidade de implantar. Resgatamos o projeto e, hoje, damos o pontapé inicial para concretizá-lo num investimento de quase meio milhão de reais para beneficiar e revalorizar a pesca artesanal em nosso município”, pontuou o prefeito Vitor Hugo.
A URDP já tem parceria firmada com o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba (IFPB) – Campus Cabedelo para realização de capacitações com as marisqueiras e pescadores.
Inicialmente, priorizará a comunidade marisqueira de Cabedelo, porém contemplará também pescadores artesanais de municípios vizinhos. A Unidade contará com galpão e equipamentos de beneficiamento, principalmente câmara de resfriamento e unidade de processamento. Lá funcionará, também, um projeto de reaproveitamento do resíduo da atividade pesqueira.
Toda a casca do marisco será utilizada na fabricação de tijolos, através de tecnologia desenvolvida pelo IFPB. A iniciativa, a depender da demanda de pescado processada pela URDP, poderá gerar outros desdobramentos capazes de fomentar a geração de emprego e renda em benefício das comunidades ligadas à pesca artesanal no município.