13/12/2018 - 07:15

Policial confunde clientes de pizzaria no Bessa com assaltantes, atira em dois e mata um



Uma tragédia aconteceu na noite desta quarta-feira, 12, na Pizzaria do Paulista, no bairro do Bessa. Três homens foram confundidos com assaltantes ao chegarem ao local e dois deles acabaram baleados. O terceiro se jogou no chão e pediu para não ser atingido: “Não sou bandido”, disse.
O atirador ainda não foi identificado, mas a polícia já sabe quem é. O delegado Paulo Josafá informou que a identidade dele será divulgada na manhã de hoje. Ele também admitiu que foram encontrados no local cápsulas de .40, pistola de uso da PM.
Ainda de acordo com Josafá, o homem alegou que não trabalhava na pizzaria, mas teria o hábito de ir ao local todas as noites buscar o irmão que seria funcionário. Testemunhas, contudo, disseram que o PM trabalhava no estabelecimento.
Como foi – Os clientes que acabaram confundidos com bandidos foram à pizzaria para uma confraternização. O primeiro deles chegou de motocicleta e ficou esperando os demais, que vinham do Centro da capital. O segundo participante da festa, Fausto Targino de Moura Júnior, de 25 anos, chegou em um carro preto que integra o serviço de Uber.
O PM, então, imaginou que o grupo estaria prestes a cometer um assalto e passou a atirar. O motorista do Uber e o passageiro foram atingidos. Fausto acabou morrendo no Hospital de Trauma. Já o condutor do Uber, de 22 anos, passou por cirurgia e permanece internado em estado grave.
Ao perceber o erro que havia cometido, o policial abraçou o rapaz que havia se jogado ao chão. Depois disso, fugiu.