11/09/2020 - 17:17

PL de Jeová Campos que propõe acesso virtual de familiares a pacientes da Covid-19 na PB é aprovado por unanimidade



 Os pacientes de COVID-19 precisam ficar isolados e não podem ter acompanhantes enquanto estiverem internados, já que o combate à doença exige distanciamento social para redução dos riscos de contágio. Esse isolamento e distanciamento deixa aflitos tanto pacientes, como familiares e também as equipes que cuidam dos doentes. E foi justamente na tentativa de buscar amenizar essa aflição que o deputado estadual, Jeová Campos propôs, através do Projeto de Lei nº 1853/2020, a visita hospitalar virtual, através de vídeo-chamada, de familiares aos pacientes que estejam internados em hospitais públicos e privados no Estado da Paraíba com diagnóstico do novo coronavírus. O PL foi aprovado por unanimidade, na sessão remota da ALPB, essa semana, e agora segue para apreciação do governador Joao Azevêdo.

 

 De acordo com o PL fica assegurado o direito de visita hospitalar virtual, através vídeo-chamada por qualquer aplicativo de celular, aos familiares de pacientes que estejam internados na rede de saúde pública ou privada, com diagnóstico de COVID-19. “A iniciativa não questiona a restrição de acesso. Ela busca uma alternativa viável e fácil para que o paciente não fique sem ter contato com os familiares enquanto estiver internado”, disse o parlamentar, lembrando que essa forma de comunicação traz um alívio para todos que estão envolvidos com o doente.

 

 As vídeo-chamadas deverão levar em conta os protocolos sanitários de segurança, com o objetivo da proteção de todos os envolvidos, inclusive dos profissionais da área de saúde. Ele estabelece ainda que a visita hospitalar virtual será realizada três vezes por semana, cujos dias e horários serão estabelecidos por cada unidade hospitalar e que a realização da vídeo-chamada terá duração máxima de 10 minutos e será feita pelo profissional de saúde da unidade onde o paciente esteja internado. Para efeito das ligações, deverão ser utilizados aparelhos dos pacientes ou de seus familiares, objetivando garantir a comunicação entre os mesmos. Fica assegurada apenas uma visita hospitalar virtual por cada paciente e caberá às unidades de saúde da rede estadual pública e privada assegurar a operacionalização do disposto na Lei.

 

O presidente da ALPB, Adriano Galdino, parabenizou o parlamentar pela iniciativa e enalteceu a importância dessa ação. “Esse projeto é muito bacana. Para quem vive uma situação de ter um parente ou amigo internado com Covid, esse projeto é muito importante, pois a gente fica sem notícia por causa do isolamento que se faz necessário nestes casos”, disse Adriano enquanto presidia a sessão remota, no momento em que o PL estava sendo apreciado pelos deputados.