29/02/2020 - 16:39

Justiça paraibana pode decidir destino de importante município do estado na próxima terça



Está previsto para a próxima terça-feira (03);  o Tribunal de Justiça da Paraíba -TJPB- analisar o pedido de afastamento do prefeito Berg Lima (Bayeux), feito Ministério Público do Estado -MPPB, O gestor e mais 03 pessoas estão sendo acusados de desviarem recursos da Prefeitura. Além de Berg, 03 funcionários públicos ( Whashinton Tavares de Assis,Caio Cabral de Araújo e Diego Marchetti) teriam agido para beneficiar o empresário Pedro Lucena num esquema fraudulento de locação de veículos.


A base da denúncia é um Relatório de Análise Técnica SGCI 001/ 2017. O documento foi produzido pela Secretaria de Gestão e Controle do município de Bayeux. 


Segundo o Relatório, o chefe do executivo de Bayeux teria autorizado em janeiro e fevereiro de 2017 a locação de um Ford F4000, placa MOP-9912 e de um caminhão trucaddo, placa PGJ-2549, e que jamais teriam sido utilizados no município, mas pelos quais teriam sido pagos R$ 32.760,00.

29/02/2020 - 21:37

Justiça paraibana pode decidir destino de importante município do estado na próxima terça



Está previsto para a próxima terça-feira (03); o Tribunal de Justiça da Paraíba -TJPB- analisar o pedido de afastamento do prefeito Berg Lima (Bayeux), feito Ministério Público do Estado -MPPB, O gestor e mais 03 pessoas estão sendo acusados de desviarem recursos da Prefeitura. Além de Berg, 03 funcionários públicos ( Whashinton Tavares de Assis,Caio Cabral de Araújo e Diego Marchetti) teriam agido para beneficiar o empresário Pedro Lucena num esquema fraudulento de locação de veículos.


A base da denúncia é um Relatório de Análise Técnica SGCI 001/ 2017. O documento foi produzido pela Secretaria de Gestão e Controle do município de Bayeux.


Segundo o Relatório, o chefe do executivo de Bayeux teria autorizado em janeiro e fevereiro de 2017 a locação de um Ford F4000, placa MOP-9912 e de um caminhão trucaddo, placa PGJ-2549, e que jamais teriam sido utilizados no município, mas pelos quais teriam sido pagos R$ 32.760,00.