25/03/2020 - 13:39

Instituto Cândida Vargas dá suporte à Maternidade Frei Damião durante pausa para desinfecção sanitária



Devido ao fechamento da área de urgência da Maternidade Frei Damião, em João Pessoa, por 24h, para desinfecção sanitária, após a descoberta de um caso suspeito de Coronavírus, as gestantes que tiveram algum problema ou entraram em trabalho de parto no local foram encaminhadas para serem atendidas no Instituto Cândida Vargas (ICV). A maternidade municipal é referência na cidade, principalmente nos casos de gravidez de risco.

Após a morte de uma funcionária na Frei Damião, na última terça-feira (23), com suspeita de Covid-19, testes mostraram que deu negativo para a doença. Porém, a maternidade decidiu fechar, uma parte do hospital, nesta terça e quarta-feira (23 e 34) para a higienização e assim assegurar a saúde de pacientes e equipe de atendimento.

A diretora administrativa ICV, Lisieux Pires, ressaltou que não foi necessário transferência de uma maternidade para a outra, apenas grávidas que precisaram de atendimento imediato foram até o Instituto. Ao total, até o fim da manhã desta quarta-feira (25), foram atendidas 47 grávidas, entre elas 12 partos normais, 5 cesáreas e 21 admissões de pré-parto.

No Cândida Vargas, apesar de ter suspendido os atendimentos ambulatoriais, devido a emergência em saúde pública causada pelo Coronavírus, os atendimentos de pré-natal, gestantes de alto risco, estão acontecendo normalmente, uma vez por semana. O coordenador de obstetrícia, José Paulo Gomes afirma que as gestantes podem ficar tranquilas: “Estamos atendendo grávidas que estão em trabalho de parto ou em urgência normalmente. Temos leitos e equipe suficientes para atender, pois nosso fluxo está seguindo normalmente, mesmo com as grávidas oriundas da Frei Damião”.


Cândida Vargas – No ICV são realizados aproximadamente 500 partos ao mês, filhos de usuárias de todas as partes do Estado. Referência em maternidade na Paraíba, o Instituto é considerado como um dos melhores hospitais na área no Nordeste. O instituto oferece uma série de serviços, desde o acompanhamento pré-natal de alto risco, além de trabalhar na realização de partos e diversos cuidados com a mãe e o recém-nascido. No complexo, o Banco de Leite Humano Zilda Arns ajuda crianças que necessitam de suplemento de leite.

A maternidade possui o selo de Hospital Amigo da Criança e recentemente recebeu o selo Hospital Amigo da Mulher, ambos concedidos pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

Secom-JP