04/04/2020 - 12:48

Fumantes devem ter atenção redobrada com a saúde devido ao novo Coronavírus



Os fumantes estão incluídos no grupo de risco que pode ter sérias complicações se for infectado com o novo Coronavírus (Covid-19), pandemia que vem ceifando vidas e assustando a população mundial. Segundo especialistas, devido ao entupimento das mucosas das vias respiratórias, que inflamam por causa da fumaça e das partículas do fumo, esse grupo de pessoas é mais propenso a infecções por vírus, bactérias ou fungos.    

Para os fumantes que contraírem o Coronavírus, as chances de desenvolver complicações são bem maiores. “Por já ter a mucosa inflamada pelo tabagismo, quando o fumante tem qualquer infecção, ele terá uma inflamação maior. Portanto, há riscos de desenvolver a pneumonia grave, no caso de Covid-19”, explicou a médica pneumologista, Vanessa Teotônio.

As recomendações para os tabagistas nesse período é para manter o isolamento social, com todas as medidas de higiene. A médica pneumologista ainda ressaltou que é importante tomar a decisão de parar de fumar e procurar um médico para que o auxilie no início do tratamento, que incluiu acompanhamento psicológico e medicamentos. As opções de medicações de primeira linha são as reposições de nicotina, principalmente através de adesivo, ou uso de bupropriona. A melhor opção de tratamento é feita após consulta médica.

Cigarro eletrônico – O uso e compartilhamento do narguilé e do cigarro eletrônico também são bastante preocupantes durante essa pandemia. Existe o problema da higiene, pois, geralmente, várias pessoas compartilham o mesmo equipamento. Dessa forma, poderá ocorrer troca de vírus e bactérias entre os usuários. “É importante alertar também sobre o cigarro eletrônico, pois há substâncias nele que tem causado lesões graves no pulmão, levando a internação, onde geralmente é preciso o uso de oxigênio e também ventiladores mecânicos”, ressaltou Vanessa Teotônio.

Secom-JP