01/08/2020 - 16:17

Diego Tavares questiona os critérios para escolha de Edilma Freire



O ex-auxiliar da gestão Luciano Cartaxo (PV), Diego Tavares (PV), divulgou um nota no dia de ontem (31) em que agradeceu pela oportunidade de contribuído com a atual administração, e, ainda, aproveitou para desejar boa sorte a pré-candidata a sucessão do prefeito Luciano Cartaxo na eleição de novembro próximo. Já nos bastidores, a informação obtida por este site é de que Diego está a questionar a clareza dos critérios que levaram a professora Edilma Freire a condição de escolhida para concorrer a principal cadeira do Paço Municipal da Capital pelo Partido Verde.

 Em live, realizada na noite da última quinta-feira (30), o chefe do executivo municipal disse que a decisão de escolher o nome da professora teria ocorrido pelo fato dela ter promovido uma verdadeira revolução na educação enquanto esteve a frente da pasta. Além disso, Cartaxo declarou que era preciso ter alguém com a experiência técnica que o cargo exige. 

Segundo as informações obtidas por este site, Diego não vê revolução nenhuma na educação do município de João Pessoa na gestão de Edilma. Pelo contrário, ele até vê que houve uma grande evasão escolar nesse período. Já em relação ao critério da experiência técnica em gestão pública, Diego também não consegue exchergar aonde a professora reúne todo esse currículo apresentado por Cartaxo porque não se tem um histórico da pré- candidata ocupando cargos que a coloquem nesse patamar de experiência.

Por este critério, Diego teria dito que a escolha recairia sobre ele por conta de já ter ocupado os cargos de secretários do Trabalho, Comunicação e do Desenvolvimento Social. Além de ter sido superintendente do IPM e chefe do escritório de representação em Brasília. Todos estes cargos na Prefeitura de João Pessoa. No administração estadual já foi secretário do Turismo e do Desenvolvimento Econômico. Diego Tavares era um dos cotados para disputar a sucessão de Luciano Cartaxo pelo PV.