15/01/2019 - 18:53

Comandante da PM teme aumento de crimes após flexibilização da posse de armas



O comandante geral da Polícia Militar, Coronel Euller Chaves, teme que o decreto assinado pelo presidente Jair Bolsonaro, flexibilizando a posse de armas, provoque um aumento no número de crimes.
“Temos que ver que pode haver um incremento, que pode haver um aumento nos crimes, nas soluções caseiras. Onde se resolvia algo com um grito ou com agressão física poderá ter na solução o pegar de uma arma de fogo que está sob a posse de alguém. São leituras pontuais que precisam ser feitas pelas autoridades e observadas as estatísticas”, disse coronel Euller em entrevista nesta terça-feira à 98 FM/Correio Sat.
Ele teme também que a população não se restrinja apenas a posse, mas que transformem a posse em porte. “A posse é o direito de ter em residência ou no comércio. Será que, culturalmente, isso pode se transformar de posse para porte? As pessoas começarão a utilizar isso em seus veículos?”, questionou.
O comandante geral da PM defendeu lei mais rigorosas para punir portadores ilegais de armas, destacando que 80% dos homicídios no país são com armas de fogo por portadores ilegais.