19/12/2018 - 14:01

Berg reassume Prefeitura de Bayeux, promete milagres, mas pode ter mandato cassado hoje



Berg Lima reassumiu no final da manhã desta quarta-feira (19) a Prefeitura Municipal de Bayeux. Ele foi reempossado no cargo durante cerimônia simples, realizada na sede da Prefeitura.
Ele disse que fé e esperança são as palavras cruciais nesse momento de dificuldade que o município vive e prometeu mostrar trabalho, compromisso com a população e respeito aos servidores públicos. “Vamos correr pra fazer milagres. Temos que retomar a credibilidade e a população pode ter certeza, nosso compromisso está dobrado”, garantiu.
Apoiadores de Berg Lima ocuparam a frente da Prefeitura Municipal de Bayeux, em apoio a volta do gestor.
Berg retorna à Prefeitura no mesmo dia em que a Comissão Processante que analisa o pedido de impeachment do seu mandato se reúne na Câmara Municipal de Bayeux para votar o parecer apresentado pelo vereador Rone Alencar.
Retorno
O desembargador Marcos Cavalcanti de Albuquerque, ex-presidente do Tribunal de Justiça da Paraíba, autorizou o “retorno imediato” de Berg Lima. O magistrado atendeu a um pedido da defesa de Berg, através de uma tutela antecipada.
A decisão foi divulgada no fim da noite de ontem (18), com a orientação de ser comunicada com urgência ao prefeito em exercício, ao presidente da Câmara de Bayeux e ao juiz de primeira instância responsável pelo processo contra Berg.
Berg foi preso em 5 de julho de 2017, em ação do Grupo de Atuação Especial contra o Crime Organizado (Gaeco) do Ministério Público e filmado recebendo dinheiro de um empresário que denunciou a cobrança de propina por parte do então prefeito. Berg, contudo, alegou que os valores eram referentes a um empréstimo e negou ter praticado ato de improbidade.