15/10/2019 - 07:14

APLP fará vigília, no Dia do Professor, em toda a Paraíba, em protesto à demora na aprovação do novo PCCR do magistério



Nesta terça-feira (15) – Dia do Professor -, todas as sedes da APLP (Associação dos Professores de Licenciatura Plena da Paraíba) irão fazer uma espécie de vigília em todas as suas sedes, em protesto ao não-encaminhamento do projeto de reforma e atualização do PCCR do magistério público, por parte do Governo do Estado.
O documento legal, segundo o presidente da entidade classista, Bartolomeu Pontes, já se encontra totalmente concluído, no âmbito da secretaria de Administração do Estado, e só precisa ser encaminhada, à Assembleia Legislativa, para ser examinado nas comissões respectivas, e, em seguida, ser votado – e aprovado -, em plenário, gerando, doravante, os efeitos almejados, pela categoria, como forma de melhorar os níveis de vencimentos dos professores, também resultando, como esperado, na melhoria das condições de trabalho dos docentes.
Como ressalta Bartolomeu Pontes, a “vigília” se reveste de um caráter meramente simbólico, despindo-se, completamente, de viés político-ideológico, e visa, apenas, ao atendimento de extensa pauta de reivindicações que a APLP entregou, ao próprio governador João Azevêdo (PSB),  há cerca de 50 dias, cujo principal item diz respeito ao PCCR do magistério público estadual.