27/01/2019 - 11:15

Ações de conscientização da Secretaria de Saúde, deixam o Conde fora do índice de alerta de infestação da Dengue



O Conde faz parte dos 63 municípios que fecharam o ano de 2018 fora do índice de alerta da Dengue, de acordo com o Levantamento Rápido de Índices de Infestação pelo Aedes aegypti (LIRAa), divulgado em dezembro. O trabalho de conscientização da população e as campanhas promovidas pela Secretaria de Saúde, por meio do Departamento de Vigilância em Saúde, foram fundamentais para que o Conde saísse da situação de alerta ou risco de surto.
“Desde o início da gestão da prefeita Márcia Lucena, as campanhas de conscientização da população são realizadas de forma ampla, além de todo o trabalho que as equipes do departamento de vigilância em saúde realizam, nas visitas as residências e nas ações nas unidades de ensino da rede municipal”, disse a Secretária de Saúde, Renata Martins.
Renata destaca outras ações que foram de fundamental importância para que o município chegasse a este resultado. “As campanhas foram essenciais, mas a regularização do serviço de limpeza urbana e as coletas regulares do lixo, também contribuíram para que fosse evitado acúmulo de água parada e facilitasse os criadouros do mosquito Aedes Aegypti”, destacou.
Mesmo com o município fora do alerta de risco, é importante que a população continue com os cuidados, prevenindo assim o desenvolvimento do mosquito que causa Dengue, Zika e Chikungunya. “Não é porque estamos fora de alerta, que devemos parar com os cuidados e ações, esta é uma atividade constante e continuaremos trabalhando para manter o Conde fora deste índice”, ressaltou Renata.
É importante destacar o trabalho dos Agentes de Combate às Endemias de Conde, que vem desenvolvendo um trabalho imprescindível em todo o município, nas visitas de casa em casa, orientando a população em como prevenir a proliferação do mosquito. De acordo com Coordenadora dos Agentes de Combate às Endemias, Silvana Maria, estar fora do índice de alerta é um mérito também para a população de Conde. “Esse resultado é fruto de muito trabalho, quer sejam nas ações nas escolas, nas campanhas e nas visitas de porta em porta, feitas pelos agentes. O município ganha em qualidade de vida e a população está cada vez mais consciente em evitar que o mosquito da dengue se prolifere. As ações continuarão sendo realizadas e reforçamos que os moradores sempre recebam nossos agentes, para que a visita seja realizada e as orientações repassadas de forma clara e correta”, destacou.
 
Para evitar a proliferação do mosquito, são necessários alguns cuidados básicos, como manter as calhas sempre limpas, preencher os pratos de vasos de plantas com areia, colocar garrafas viradas com a boca para baixo ou mantê-las fechadas, evitar o acúmulo de água parada, entre outras ações.