22/09/2013 - 17:51

Reta final das filiações



Quem vai disputar mandato eletivo na eleição que se avizinha e, ainda, não está filiado a nenhuma agremiação partidária tem até o próximo dia 05 de outubro para fazer isso. Aquele ou aquela que pretende deixar a sua legenda e se filiar a outra, também. Por conta disso, a movimentação tem sido intensa, em especial, entre as principais instâncias partidárias que desejam ser protagonistas no processo eleitoral do próximo ano no estado da Paraíba. A corrida eleitoral começa exatamente no processo de formação de um bom elenco de militância e as lideranças políticas não têm descansado neste quesito. Cada uma dentro do seu perfil tem procurado oxigenar o seu partido para, em 2014, colocar seu bloco nas ruas e ir em busca de conquistar o eleitor. 

Os dirigentes partidários montaram verdadeiros "quartéis" e escalaram seus principais "soldados" para realizarem o trabalho de convencimento de filiação junto aos agentes politicos mais evidentes em busca da musculatura que cada sigla precisa para alcançar o seu principal objetivo, ou seja, o sucesso no pleito. Todos sabem que dispor de elenco grande e com qualidade vai tornando mais fácil concretizar o seu projeto seja na majoritária ou na proporcional.

A eleição do próximo ano promete ser bem diferentre das demais. Não dá para imaginar o que, de fato, irá acontecer a partir das mobilizações ocorridas em todo o Brasil. As pessoas foram ás ruas e já disseram que não estão satisfeitas com o modelo político em vigência. Se o resultado das urnas será positivo não tem como sabermos agora. Os indícios é de que podremos ter grandes mudanças e torcemos para que tudo seja para mudar verdadeiramente a cara desse país.

Não queremos mais que o Brasil seja somente o país do futebol, do carnaval e de lindas mulheres. O Brasil também tem que ser o país da educação, da saúde, da segurança, da cidadania, do emprego, da moradia decente, do presente e não mais do futuro e, principalmente, da dignidade. Portanto, no próximo ano vamos ter um grande compromisso com  o país e com nós mesmos. Precisamos trazer essa responsabilidade também para nós porque um país se faz com o seu povo.