03/01/2019 - 07:39

O Brasil e o novo salário mínimo


Cada vez mais eu entendo menos parte dos nossos agentes políticos. Na visão deles, o Brasil comporta um reajuste de mais de 16% para ministros do Supremo Tribunal Federal (STF), mas não suporta um acréscimo de R$ 8,00 no salário mínimo.
Isso mesmo. Quando a LOA 2019 (Lei Orçamentária Anual) foi aprovada pelo Congresso Nacional no no final do ano passado foi estabelecido que o salário mínino seria de R$ 1.006,00. O novo presidente da República considerou um valor exorbitante e decretou que a partir deste mês passa a vigorar um salário mínimo no valor de R$ 998,00. 
A frustração foi do tamnaho do Brasil. Não que os R$ 8,00 a mais fossem mudar as vidas das pessoas, mas é melhor aunentar do que tirar. Todo dinheiro a mais é sempre significativo para quem já tem tão pouco. Sem contar que muita gente estava esperando que o novo governo fosse sedr mais sensível neste sentido.
Infelizmente é sempre assim. Pode aumentar salários para membros do judiciário e do legislativo porque não comprometem a previdência. Agora, quando se refere a maioria do povo brasileiro não será possível para não quebrar a previdência.
Desta forma, os desiguais sempre sendo tratados como desiguais para a manutenção das mordomias de uma pequena parcela da sociedade. Muda goveno, mas só não muda é a forma de tratar os mais humildes.