28/10/2020 - 19:07

RR: Senador diz que jornalista sequestrado seria ‘vítima das suas palavras’



O senador Telmário Mota (PROS-RR) comentou na terça-feira (27) sobre o sequestro do jornalista Romano dos Anjos, em Boa Vista (RR). Em áudios de Whatsapp ao qual a revista CrusoÉ e o jornal O Globo teve acesso, o parlamentar comenta que o apresentador da TV Imperial, encontrado com vida, foi “vítima das suas próprias palavras”.

“Quanto à vida dele, é claro que eu quero, peço a Deus que salve, mas dizer ‘não, ele é gente boa’? Não, ele é mau caráter. Para mim, se o cabra não presta, pode até morrer, não vou dizer ‘ah, coitadinho, morreu’. Não. Se não presta, não presta. Acabou”, disse o senador em umas das gravações.

Após a divulgação dos áudios, o senador afirmou que quis dizer que, mesmo se o jornalista morresse, “continuaria a dizer que ele não presta”.

“Não é porque ele morreu que eu vou dizer que ele é bom, não. Isso que eu disse. Eu não disse ‘ah, ele não presta, pode morrer’”, explicou ao jornal O Globo.

 De acordo com Telmário, o jornalista tentou associá-lo a investigações sobre desvios na saúde pública do Estado nos últimos dias. O senador é investigado na mesma operação na qual o senador Chico Rodrigues (DEM-RR) foi flagrado com dinheiro na cueca. No entanto, Telmário nega qualquer envolvimento com irregularidades.

“A semana inteira tentou induzir que participei de roubo na saúde. Aí vou ficar de hipocrisia? Para mim ele é um indivíduo mau caráter, bandido, deve estar sendo vítima das suas próprias palavras. Se de fato ele foi sequestrado que deus tenha pena dele e salve a vida dele, mas não sou hipócrita”, disse.

Terra