03/03/2020 - 21:18

Namorada do goleiro Jean é condenada a 116 anos de prisão



Nova namorada do goleiro Jean, do Atlético Goianiense, Shay Victorio foi sentenciada a 116 anos de prisão por estelionato, além de pagar uma multa. A influencer ainda poderá recorrer da decisão.


Embora a condenação aponte 116 anos em regime fechado, a namorada do goleiro do Dragão ainda pode recorrer em liberdade. As investigações apontam que a empresa varejista online que Shayene Victorio era sócia, junto do ex-marido e o seu pai, foi acionada na Justiça por encomendas nunca entregues.


"Agradeço a preocupação. Não estou presa e não vou ser presa, muito menos foragida cmo etsão espalhando. Se trata de um processo de um problema em que meu ex-marido teve e me prejudicou. Assim que nos separamos, ele se responsabilizou 100%", escreveu ela nas redes sociais, via Instagram.


O sigilo bancário da influenciadora foi quebrado pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (GAECO) para provar as acusações. 
"Importante acrescentar que restou comprovado que a ré Shayene tinha conhecimento das ilicitudes ocorridas na empresa de sua propriedade, pois, no e-mail trocado entre ela e o advogado Y., tal acusada demonstra claramente sua preocupação em relação ao fato de a empresa estar sem endereço físico, comprovando que tinha ciência acerca da ausência de estoque de mercadorias disponíveis para venda aos consumidores. Some-se a isto o fato de que a vítima X. afirmou que, após não receber a mercadoria adquirida por meio do site "Megazine.net", entrou em contato com a empresa, via telefone, oportunidade em que foi atendida por uma pessoa de nome Shayene, a qual que informou que o caminhão que o caminhão que estava efetuando a entrega dos bens havia tombado e danificado todos os produtos, razão pela qual necessitavam de um novo prazo de sessenta dias para realizar a entrega dos produtos, no entanto, nunca recebeu a mercadoria", apontou a juíza do caso na sentença.


Vale lembrar que a legislação brasileira não possibilita que determinações de prisão altas como neste caso sejam cumpridas. Uma pessoa pode ficar, no máximo, 30 anos presa por um crime no país.


*Com informações do Diário Lance


Terra