20/02/2019 - 13:11

Mourão diz que Bebianno foi desleal com Bolsonaro



O vice-presidente da República, Hamilton Mourão, afirmou em entrevista à Rádio Bandeirantes nesta quarta-feira que o ex-ministro Gustavo Bebianno foi desleal com o presidente Jair Bolsonaro.
Mourão comentou o episódio dos áudios e afirmou que ocorreu quebra de confiança. “A divulgação dos áudios foi uma deslealdade muito grande com o presidente. O principal problema foram os áudios, pois rompe a intimidade”, contou Mourão para a Rádio Bandeirantes.
O vice-presidente disse ainda que o episódio foi “superado” com a exoneração e que agora o governo irá se concentrar na proposta da reforma da Previdência.
Mourão afirmou que o governo conta atualmente com 250 votos favoráveis entre os deputados. São necessários 308 para aprovar a reforma. “Nosso sistema previdenciário é uma pirâmide financeira. Quem chega primeiro vai ter. Os mais jovens vão trabalhar até morrer sem se aposentar, o que rompe o pacto de gerações. Eu sinto que nossos parlamentares compreenderam e a população também”, contou o vice-presidente à RB.
Sobre os militares, Mourão afirmou que eles também entrarão na proposta da reforma, que foi entregue hoje pessoalmente por Bolsonaro ao Congresso. Os militares vão aumentar o tempo de permanência no serviço ativo. As pensionistas também vão contribuir. Também serão cobradas contribuições de quem não contribui atualmente, como alunos”, declarou.
Filhos
Mourão ainda comentou sobre a atuação dos filhos de Bolsonaro nas decisões do presidente. “Da minha parte, não [tem problemas]. A questão dos filhos é da acomodação do início de governo. A família é unida por tudo o que enfrentaram. Os filhos são pessoas bem-sucedidas, cada um com um mandato popular. Eles vão entender o tamanho da cadeira de cada um e vão permanecer nelas”.
 
UOL