30/05/2020 - 11:55

Marco Aurélio Carvalho: Moro cometeu crime de prevaricação



O advogado esclareceu que Moro, enquanto ministro da Justiça, não podia ter se omitido diante da tentativa de Jair Bolsonaro de interferir na Polícia Federal. “Precisamos ver o Moro no banco dos réus”, disparou.

247 - O advogado Marco Aurélio Carvalho, da Associação Brasileira de Juristas pela Democracia e do Grupo Prerrogativas, afirmou à TV 247 que o ex-ministro Sergio Moro cometeu crime ao ter prevaricado diante da tentativa de Jair Bolsonaro de interferir politicamente na Polícia Federal na reunião ministerial do dia 22 de abril.

Para o advogado, Moro, ao ter presenciado o cometimento de crime e exercendo um cargo público, deveria ter reagido ao ilícito. 

“No Direito temos várias formas de punir alguém. Você pune pelo o que ela fez, quando a conduta é tipificada como crime, e você pune quando ela não fez, quando a omissão é tipificada como crime. Existe uma forma de você responsabilizar por prevaricação, o que seria essa omissão criminosa. O Moro, diante do cometimento de um crime, como ministro da Justiça, chefe da Polícia Federal, deveria sim ter agido, e agido com veemência. Há uma prevaricação clara”.

 Marco Aurélio Carvalho ainda disparou: “precisamos ver o Moro no banco dos réus”.

Brasil 247