18/02/2019 - 19:05

Juiz aceita denúncia e torna João de Deus e a mulher réus por posse ilegal de arma de fogo e munições



O juiz Ricardo Silveira Dourado recebeu denúncia do Ministério Público e tornou réus o médium João de Deus, e a mulher dele, Ana Keyla Teixeira Lourenço, pelo crime de posse ilegal de arma de fogo e munições. O despacho foi expedido nesta segunda-feira (18).


O G1 entrou em contato com o advogado Alberto Toron, que representa João de Deus, e aguarda retorno.


Já o advogado Ismar Estulano Garcia, responsável pela defesa de Ana Keyla, disse não vai se pronunciar sobre o caso, pois ela ainda não foi notificada formalmente.
João de Deus e Ana Keila foram denunciados pelo Ministério Público no dia 25 de janeiro. A investigação refere-se à apreensão de um revólver calibre 38 e 13 munições em uma das residências do casal, em Anápolis, a 55 km de Goiânia.


De acordo com o MP, a armas e as munições foram encontradas no dia 21 de dezembro do ano passado, após cumprimento de mandado de busca e apreensão, expedido pela Juízo da Comarca de Abadiânia, onde tramita o processo contra o médium por crimes sexuais.


A arma e sete das munições estavam dentro de uma gaveta da mesa do escritório, cômodo anexo à residência. Já as outras seis balas foram localizadas dentro de uma caixa, no interior de um armário, cujo acesso se dava pelo quarto do casal.
G1