07/02/2019 - 17:48

Hostilizado em ato da UNE, Ciro reage: “O Lula tá preso, babaca”



O ex-presidenciável Ciro Gomes (PDT-CE) repetiu uma frase dita pelo irmão, o senador Cid Gomes (PDT-CE), para reagir a hostilidades que sofria na 11ª Bienal da UNE, da União Nacional dos Estudantes (UNE) em Salvador (BA) nesta quinta-feira (7). Ao criticar a defesa que militantes fazem a políticos envolvidos em corrupção, Ciro foi vaiado, perdeu a paciência e reagiu repetindo por três vezes: "O Lula tá preso, babaca".
Logo antes das vaias, Ciro comentava o caso do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que foi condenado a 12 anos e 11 meses de prisão, pela Justiça Federal do Paraná, no chamado processo do sítio de Atibaia (SP).
"Imagina o jovem no bar agora obrigado a defender corrupção, ladroeira, aparelhamento do estado, fisiologia, formação de quadrilha", disse Ciro, provocando a reação dos participantes do evento. A plateia passou a chamar Ciro de "oportunista", e o político tentou contemporizar.
"Isso é profundo e grave. Nós temos o maior líder popular brasileiro preso, condenado em duas sentenças que somadas dão 25 anos. Isso é fato. Não me agrada dizer isso. Mas o Brasil entende que isso é fato", disse Ciro aos manifestantes.
Gleisi chama Ciro de despeitado e reage a críticas do pedetista: “Larga do pé do PT e de Lula”
Ciro Gomes se irrita e xinga homem durante coletiva em Roraima; veja vídeo
 
Flávio Dino
No mesmo evento, o governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), foi aclamado pela plateia. Assim que Dino se aproximou do palco, os manifestantes entoaram em coro: "um, dois três. quatro, cinco, mil. Queremos Flávio Dino presidente do Brasil".
O nome de Dino tem sido, dentro e fora do PCdoB, cogitado para ser candidato à Presidência em 2022. O governador maranhense, que cumpre seu segundo mandato, já recebeu alguns apoios indiretos, como da senadora Eliziane Gama (PPS-MA).
Congresso em Foco