24/02/2020 - 07:37

Em 2014, atual empregada de Bolsonaro foi para Disney



Desde novembro de 2019, Rainê dos Santos trabalha como cozinheira no Palácio da Alvorada, servindo ao casal Michelle e Jair Bolsonaro. Em 2014, com o dólar a R$ 2,20, ela foi para a Disney.


Segundo a coluna de Lauro Jardim, em “O Globo”, Rainê trabalhava para o empresário Paulo Marinho, que participou ao lado de Bolsonaro na campanha presidencial de 2018.
“Uma festa danada”


No dia 12 deste mês, o ministro da Economia Paulo Guedes justificou a alta do dólar, de R$ 4,35 na ocasião (agora em R$ 4,40), alegando ser um fator positivo para o Brasil. “Não tem negócio de câmbio a R$ 1,80. Todo mundo indo para a Disneylândia, empregada doméstica indo para Disneylândia, uma festa danada. Pera aí”, disse.


Com o dólar em alta, o ministro acredita que os brasileiros passarão a viajar pelo próprio país, o que estimula o turismo local e melhora a exportação.


“Todo mundo tem que ir para Disneylândia conhecer Walt Disney. Mas não ir três, quatro vezes ao ano, até porque o dólar a R$ 1,80, tinha gente indo quatro vezes ao ano. Vai aqui para Foz do Iguaçu, Chapada da Diamantina, conhece um pouco do Brasil, conhece a selva amazônica e, da quarta vez, conhece a Disneylândia. Então, é só isso que digo. Mudamos o mix”, comentou Guedes para minimizar a fala.


Dias depois, ele pediu desculpas para as empregadas domésticas, tal como fez com os servidores públicos por chamá-los de “parasitas”.


MSN