10/10/2018 - 13:52

Bolsonaro vira “Bolsomito” e espanca gays, feministas e negros em jogo



O Brasil nunca esteve tão polarizado. O candidato do PSL Jair Bolsonaro foi esfaqueado no dia 6 de setembro, em Juiz de Fora. O capoeirista Romualdo Rosário da Costa, mais conhecido como Moa do Katendê, foi assassinado na madrugada de segunda-feira (8) após ter dito que votava no PT. Ataques, pessoais e virtuais têm dominado o período eleitoral no país. Neste ambiente hostil, uma desenvolvedora lançou no último dia 5 o jogo “Bolsomito 2k18”, no qual o protagonista, que remete ao candidato do PSL à presidência, espanca gays, feministas, políticos e negros. “Bolsomito 2k18 conta a história de um homem farto de viver em uma sociedade corrompida por um inimigo ideológico, que pretende se perpetuar no poder através de uma ditadura comunista”, diz a descrição do jogo na plataforma Steam. Ainda de acordo com a desenvolvedora, o game “é inspirado no atual momento político brasileiro e tem como protagonista um cidadão de bem que está cansado da crescente corrupção e inversão de valores que abala a sociedade (…) Seu objetivo principal é acabar com os líderes do temido exército vermelho, responsável por alienar e doutrinar grande parte da nação, para que defendam e lutem por suas causas terríveis”. O jogo tem 87% de avaliações positivas na Steam. Muitos jogadores tecem elogios ao enredo e à jogabilidade. Muitos deixaram mensagens de apoio a Jair Bolsonaro nos comentários. A desenvolvedora, BS Studios, ainda não se pronunciou sobre o jogo. A página da empresa no Facebook foi derrubada pela rede social. “Bolsomito 2k18” contém conteúdo não apropriado para todas as idades, nudez ou conteúdo sexual e violência frequente ou detalhada. Jornal do Brasil