João Pessoa, 17 de Dezembro 2017

Colunista

Judivan Gomes

Jornalista, formado pela UFPB. Comentarista Repórter do Programa Tony Show da rádio 100.5 a FM Líder.

Todos artigos [+]



As farpas em vez de debate

Quem vem acompanhando os aconteciemntos políticos na  Paraíba nos úlitmos dias sabe da acirrada polêmica em  que  os protagonistas são o vice-prefeito de João Pessoa  Manoel Júnior (PMDB) e o governador Ricardo Coutinho  (PSB).

De um lado, Manoel Júnior insinua uma possível relação de Ricardo Coutinho  com a morte do jovem Bruno Ernesto ocorrido em 07 de setenbro de 2012. A vítima, de 31 anos, era diretor de tecnologia da Prefeitura de João Pessoa.

Do outro, é Ricardo Coutinho  quem faz a insinuação de que Manoel Júnior pode ter alguma participação no crime contra o lider sindical Manoel Mattos acontecido em 24 de janeiro de 2009, em Pitimbu, na Paraíba, a 100 quilômetros da capital, João Pessoa. 

Sem dúvida,  essa polemização envolvendo esses dois personagens da política paraibana é o calor gerado pela tensão pré eleitoral que já toma conta de  todo o território estadual. Só que, penso  que não é este o debate que os paraibanos estão aguardando com vista ao  processo eleitoral que se avizinha. 

Quem devem está adorando o bate boca entre  os dois,  creio eu, são o  prefeito Luciano Cartaxo (PSD), o prefeito Romero Rodrigues ( PSDB ) e o senador José Maranhão (PMDB). Os três estão livres, leves e soltos pelos recantos paraibanos fazendo contatos visando a corrida eleitoral de 2018.

Que  venha a eleição  do  próximo ano e que os candidatos não esquecam de promover o bom debate a respeito dos  principais  temas do estado que podem trazer  resultados positivos para a maioria da população estadual paraibana.                                                                                                                                                                                                          

Comentários